• Equipe Nortus

As seis metacompetências de liderança que todo gestor deve desenvolver



Antes de discorremos sobre as metacompetências essenciais aos gestores e aos líderes contemporâneos, vejamos a origem da palavra:

META - Do grego além

COMPETÊNCIA - Do latim com (junto) mais petere (disputar, procurar, inquirir).

Ou seja, metacompetência é a capacidade de ir além do que se busca junto. Uma metacompetência engloba diversas habilidades que permitem que determinada ação seja realizada com sucesso.

E o que se procura em um líder? Que ele consiga engajar as pessoas em um mesmo propósito, sendo exitoso no planejamento e na concretização de planos de ação para atingir os objetivos da empresa.

Em outras palavras, que demonstre, em suas interações, as seis metacompetências abaixo:

1) Gestão da emoção


É a metacompetência de autorregular as suas emoções. Somente após autogerir suas emoções é que você poderá ser capaz de ajudar o outro a regular as próprias emoções. Como a comissária de bordo no avião nos ensina: primeiro, colocamos a máscara de oxigênio em nós mesmos para depois ajudarmos quem está do nosso lado.

Esta é uma habilidade que pode lhe auxiliar em interações com pessoas que possuem estilos, bagagem cultural e modos de ser diferentes.


2) Gestão de informação

É a metacompetência de colher dados, integrar informações de todas as partes do sistema e se relacionar com as pessoas com clareza. Sabendo o que precisa ser feito e sabendo comunicar o que precisa ser feito com transparência, é possível conversar com pares e superiores e gerir uma equipe com fluidez e serenidade.

Um diferencial nesta metacompetência é a habilidade de incluir novas informações com a finalidade de ampliar o contexto sobre o que está sendo conversado.

3) Gestão de pessoas

Para fazer uma boa gestão de pessoas, é necessário antes ter realizado uma boa gestão de emoção e de informações.

A metacompetência de gestão de pessoas inclui a habilidade de criar as condições para que as pessoas se desenvolvam. Isso envolve identificar se a pessoa entendeu o que precisa ser feito e a importância dela realizar sua entrega com efetividade. Nosso papel como gestor, além disso, é verificar com a pessoa se ela tem os recursos e as capacidades técnicas e comportamentais para desempenhar bem o que é esperado dela.

4) Gestão de tempo

A metacompetência de gestão do tempo relaciona-se com a capacidade de cocriar soluções e acompanhar as ações planejadas com a sua equipe.

Inclui-se, aqui, a competência para construir metas (objetos organizados no tempo) com a sua equipe e estruturar um plano de ação. É importante ter clareza de agenda, isto é, quando será verificado o status de cada ação combinada anteriormente.

5) Gestão de mudanças

A metacompetência de gestão de mudanças é a habilidade de se adaptar, conscientemente e imediatamente, a quaisquer mudanças no contexto ou na situação que estiver vivendo.

E esta palavra - conscientemente - nos leva à sexta metacompetência: o desenvolvimento da metacognição.

6. Metacognição

É a capacidade de perceber conscientemente o que acontece no seu interior e exterior ao mesmo tempo.

Pela sua importância, consideramos que esta é uma metacompetência guarda-chuva, que abrange todas as anteriores.

Durante as sessões do NeuroTrainingLab, verificamos que o grau de metacognição é o maior indicativo de um estilo de liderança engajadora e inspiracional.

Isso acontece porque, quanto maior a capacidade de estar em atenção plena, maior a capacidade de perceber as sutilezas e escolher diferentes estratégias para lidar com interações difíceis na sua vida pessoal ou profissional.

Ao final de uma sessão do NeuroTrainingLab, entregamos um diagnóstico assertivo do estilo de liderança do gestor e, além disso, apontamentos sobre como desenvolver as metacompetências de liderança que podem auxiliá-lo a manter um nível alto de bem-estar no dia a dia e a aplicar estratégias diferentes, dependendo do contexto e da pessoa em questão, para resolver uma situação, gerar alternativas e fechar acordos que sejam benéficos a todos.


Sobre a autora

Luciana Sutti é sócia-executiva da Nortus, especialista em neurociências aplicadas à liderança e coaching. Atua no NeuroTrainingLab como observadora sênior. É coach executiva e de carreira pelo ICI, com formação internacional reconhecida pelo ICF. Estuda e pratica mindfulness desde 2004.



Sobre a Nortus


A Nortus é uma instituição de desenvolvimento humano global e organizacional, referência em soluções para gestão e liderança contemporâneas, fundada em 2009 e com sede em Campinas (SP). Já formamos mais de 700 gestores em todo o Brasil, atendendo dezenas de empresas e impactando o desenvolvimento de mais de 50 mil pessoas com nossa Tecnologia Comportamental Metassistêmica. Mantemos parcerias internacionais com pesquisadores do campo da psicologia social, comportamental e organizacional e da neurociência, como Don Beck e Darrell Gooden e Steven Poelmans. Seguindo com a concretização de seu propósito, não só no âmbito corporativo, a Nortus possui a célula social Neoeducar que coloca nossa tecnologia genuína à disposição dos profissionais da rede pública de ensino.



76 visualizações0 comentário